ANÚNCIO ( PUBLICIDADE )

No retorno a São Paulo após derrota para o Água Santa, ônibus do Palmeiras é apedrejado

O clube vive situação complicada na temporada, com quatro derrotas seguidas


A derrota por 4 a 1 para o Água Santa, no último domingo (27), agravou ainda mais a crise vivida pelo Palmeiras na temporada. Após decidir voltar de Presidente Prudente a São Paulo de ônibus, para evitar protestos da torcida nos aeroportos, o veículo do clube foi apedrejado no percurso até a capital.
A viagem de sete horas foi feita na madrugada desta segunda-feira (28), contrariando a programação prévia da agremiação, que previa pernoite do grupo no interior do estado. Nenhum profissional palmeirense se feriu na ação. Em entrevista coletiva nesta segunda, o presidente Paulo Nobre não comentou o fato.
No último sábado (26), torcedores organizados foram à Academia de Futebol para cobrar uma mudança de postura da comissão técnica e dos jogadores. Em nota oficial, o Palmeiras alegou que os adeptos invadiram o centro de treinamento e que vai tomar providências sobre o caso.

Na lanterna do grupo B do Campeonato Paulista, com 15 pontos, apenas três à frente da zona de rebaixamento, o Verdão volta a campo na próxima quinta-feira (31), diante do Rio Claro, no Pacaembu. Além da situação ruim no Estadual, a classificação para a segunda fase da Libertadores está arriscada, já que o clube ocupa a terceira posição do grupo 2, com quatro pontos, três a menos que o Rosario Central-ARG.