ANÚNCIO ( PUBLICIDADE )

Cruzeiro promete protestar na CBF contra a arbitragem da partida diante do Corinthians

Vice de futebol da Raposa, Bruno Vicintin reclamou da atuação do árbitro Dewson Fernando Freitas, no empate da Raposa com o Alvinegro paulista

A atuação do árbitro Dewson Fernando Freitas, na última segunda-feira (08), não agradou a diretoria do Cruzeiro, que enviará um protesto à CBF. O vice-presidente de futebol do clube mineiro, Bruno Vicintin, deixou o Pacaembu irritado com um lance polêmico de um possível pênalti do goleiro Cássio no atacante Ramón Ábila. O dirigente concedeu entrevista à Rádio Itatiaia ao término do 1 a 1, pela 19ª rodada do Brasileirão, e mostrou toda insatisfação pelo desempenho do trio de arbitragem.
“Eu tenho evitado falar pelo momento que o Cruzeiro vive. É o momento de trabalhar e não de falar. Hoje o Cruzeiro se sente prejudicado. Foi um pênalti que não tive dúvida de onde estava, na cabine de rádio. Nosso diretor vai de encontro ao Sérgio Correa, presidente da comissão de arbitragem. Queremos acreditar que foi um erro grosseiro. Não queremos acreditar que foi nada político contra o Cruzeiro. Quero falar para a torcida que vamos trabalhar para que isso não aconteça mais com o Cruzeiro”.
Bruno Vicintin ‏voltou a criticar a arbitragem em postagem no Twitter. O vice de futebol da Raposa publicou uma foto do joelho do argentino Ábila e garantiu que enviará um representante na CBF nesta terça (09).
“Inadmissível não marcar o pênalti. O Cruzeiro enviará o Scuro (diretor de futebol) amanhã à CBF com o lance. Vamos tomar todas as medidas cabíveis e cobrar até a última instância. O que aconteceu hoje aqui no Pacaembu é inaceitável”.
O lance polêmico aconteceu aos sete minutos do primeiro tempo, quando o Corinthians vencia por 1 a 0, com gol de Giovanni Augusto. Na etapa final, o Cruzeiro empatou com Ramón Ábila e deixou o Pacaembu com um ponto. O resultado manteve a equipe mineira na zona de rebaixamento, na 18ª colocação do Campeonato Brasileiro.